Ricardo Mendonça

Vancouver, Canadá

Passei dois meses e meio em Vancouver, no Canadá, sendo as primeiras seis semanas na escola (ILSC) e as quatro últimas no estágio. Decidi fazer um programa de estudo e estágio, por querer adquirir experiência no mercado exterior, além de aprender inglês.

Achei a cidade de Vancouver muito legal. É parecida com o Rio de Janeiro por ter praias e montanhas e, durante o verão, a temperatura é parecida. Os parques são muito legais, a cidade é bem limpa e muito segura – o Canadá é um dos países mais seguros do mundo. Além disso, é perto da fronteira com os Estados Unidos e Seattle fica a apenas duas ou três horas de carro.

Assim que cheguei, fui para uma casa onde não me adaptei. Liguei pro Brasil e falei com a CP-4 para que dessem um jeito o mais rápido possível. Cheguei nessa casa na sexta-feira e na terça da semana seguinte já me mudei.

O pessoal da casa nova era muito legal. Ele tinha 28 e ela 30 anos. No primeiro dia já comi um salmão grelhado com aspargos e purê – mas normalmente a comida era normal como massa, frango, carne, peixe, salada etc. Eles estavam sempre dispostos a me ajudar no que eu precisasse com o inglês, me levar em algum lugar, me indicar lugares para visitar etc. Tive também a sorte de ambas as casas em que estive possuírem computador.

A escola, ILSC, oferece a possibilidade de escolher as matérias, e optei por Comunicação, Vocabulário e Gramática. Entrei no penúltimo nível e saí no mais avançado. Aprendi bastante na ILSC, mas o estágio foi muito útil para ter mais contato com nativos e melhorar minha escuta e pronúncia. Estagiei no Banco Vancity onde as pessoas eram muito atenciosas, sempre me acompanhando, observando minha evolução e ajudando no inglês.

No início, abria cartas e colocava coisas em ordem e data... Mas com o tempo perceberam meu potencial e pude então fazer coisas mais interessantes. Fazia alguns mini-projetos, como os que faço em meu trabalho no Brasil, porém com o auxílio da Bloomberg (base de dados mundialmente conhecida). Fui com meu chefe ao Four Seasons pela Vancity, fazer curso da Bloomberg, que foi excelente – um dos dias em que mais aprendi pela empresa. Ganhei o material didático e alguns souvenires. No final ainda recebi uma carta de recomendação do meu chefe, que estou anexando ao meu currículo aqui no Brasil.

O fator que mais me importa para mim, no âmbito profissional, é o estágio e não tanto o inglês, pois os trabalhos nos quais me enquadro não exigem um altíssimo nível de fluência. Quando falo que fiz estágio em um banco no Canadá, noto que isso é uma surpresa para as pessoas. “Assim, espero e imagino que essa viagem tenha um impacto positivo na minha carreira.

» Veja outros depoimentos