Fernanda Marcolini

Tenho 41 anos e duas filhas adolescentes que estudam em escolas bilíngüe e são fluentes em inglês. Todas as vezes que viajávamos para o exterior, elas ficavam envergonhadas com os meus erros no idioma e implicavam sempre que eu abria a boca. Além de cometer muitos erros, eu sentia muita vergonha de falar. Então, decidi que iria deixá-las de férias e cuidaria sozinha dessa questão.

Uma amiga da minha mãe que tem 80 anos  - isso mesmo, 80 anos! - indicou a CP4 e o curso da Cambridge Academy of English, em Cambridge, na Inglaterra. Ela havia feito o mesmo programa há seis anos. Eu achei a história fantástica porque pensava que esse tipo de intercâmbio era só para jovens. Me achava muito velha para isso. Embarquei para a Inglaterra em julho de 2010. A família que me hospedou foi muito bacana. Era um casal da minha idade com dois filhos pequenos.A escola ficava perto de casa e eu ia andando todos os dias.

No primeiro dia, perguntaram qual era a minha prioridade, e eu disse que queria falar inglês! Conheci muita gente de todos os lugares. Na minha turma havia coreano, alemão, árabe,italiano, angolano. O mais novo tinha 17 anos e eu nem era a mais velha, porque havia uma francesa com 43 anos. Nas horas livres, a escola organizava sessões de cinema, passeios ao teatro e a outras cidades. Fui a todos, mas também fiz muita coisa sozinha. Fui a Londres e à Escócia de trem. Foi ótimo! Cada momento lá foi especial. Se tivesse que dar um conselho, diria: Não tenham medo!

Na volta, passei pela CP4. Gostei do intercâmbio para a Nova Zelândia. Estou amadurecendo a idéia...

» Veja outros depoimentos